6.4 C
Alba Iulia
sábado, fevereiro 29, 2020

Terceiro aeroporto de São Paulo: promessa sempre feita mas jamais cumprida pelo governo do PT

Must Read

Alvaro Dias participou de entrevista no programa da jornalista Leda Nagle

O senador Alvaro Dias participou de entrevista no programa da jornalista Leda Nagle. Ele fala sobre o fim do...

Entrevista ao historiador Marco Antonio Villa

Na entrevista concedida ao historiador Marco Antonio Villa, o senador e presidente da Frente Parlamentar pela Prisão em Segunda...

Em café da manhã com jornalistas, a presidente Dilma Rousseff requentou a promessa de que o seu governo empreenderá a construção do terceiro aeroporto da cidade de São Paulo. Aos jornalistas, Dilma afirmou que o terceiro aeroporto vai sair, “mas ainda não está claro quando. Vai ser rápido, mas não sei a data”. O projeto inicial para construção do terceiro aeroporto de São Paulo previa que ele fosse construído no município de Caieiras, a cerca de 25 quilômetros da capital, mas os empresários do setor reclamam que o governo federal seguidamente vem adiando o início da empreitada.

O discurso de Dilma sobre o terceiro aeroporto nada mais é do que a renovação da promessa feita inicialmente pelo então presidente Lula, como uma das medidas emergenciais anunciadas três dias depois do acidente, em 20 de julho de 2007, com o avião da TAM, que deixou 199 mortos. Na época, Dilma, como chefe da Casa Civil, havia afirmado que o governo executaria a construção do terceiro aeroporto em poucos meses, como forma de dar uma resposta ao “apagão aéreo” que tomou conta do sistema aeroportuário em todo o País.

Passado o ano de 2007, o governo deixou de lado a ideia do terceiro aeroporto, que foi retomada, entretanto, no início da campanha presidencial de 2010. Em plena campanha de Dilma, o presidente Lula convocou, em junho de 2010, uma reunião com ministros e assessores da área econômica para discutir o decreto com os termos da concessão do novo aeroporto de São Paulo, que seria repassado à iniciativa privada. Naquela época, declarações de membros do governo davam conta de que a medida estaria sendo desengavetada porque o governo havia colhido novas informações sobre a situação da demanda no setor, e havia a expectativa de aumento do movimento de passageiros por conta da escolha do Brasil para sediar a Copa do Mundo 2014 e a Olimpíada de 2016. Passada a campanha e com a vitória de Dilma, a ideia foi novamente esquecida, apesar de o próprio governo possuir estudos afirmando que a maioria dos aeroportos das grandes cidades estaria caminhando para uma situação de colapso, principalmente São Paulo, que possui dos dois aeroportos mais movimentados do País.

Não é surpresa, portanto, que a proximidade da campanha eleitoral de 2014 traga de volta à pauta a promessa da construção do terceiro aeroporto de São Paulo.

- Advertisement -
- Advertisement -

Latest News

Alvaro Dias participou de entrevista no programa da jornalista Leda Nagle

O senador Alvaro Dias participou de entrevista no programa da jornalista Leda Nagle. Ele fala sobre o fim do foro privilegiado, cobra a prisão...

Entrevista ao historiador Marco Antonio Villa

Na entrevista concedida ao historiador Marco Antonio Villa, o senador e presidente da Frente Parlamentar pela Prisão em Segunda Instância, Alvaro Dias, falou sobre...

Projeto do Podemos suspende criação de nova tarifa bancária do cheque especial

Líder do Podemos na Câmara, o deputado federal José Nelto (GO) confirmou, nesta quinta-feira (19/12), que vai protocolar um Projeto de Decreto Legislativo para...

Alvaro Dias e Podemos entrarão no STF contra Abuso de Autoridade e farra do fundão

O senador Alvaro Dias e as bancadas do Podemos no Senado e na Câmara dos Deputados anunciaram, esta terça-feira (17/12), que entrarão com ações...
- Advertisement -

More Articles Like This

- Advertisement -